Siglas em inglês

Siglas, ou acronyms em inglês, são as abreviações de nomes. Elas tipicamente usam as primeiras letras das palavras do termo completo.

siglas-em-ingles-x-portugues-300x245

As siglas mais populares em inglês!

Enquanto existem muitas siglas divertidas na cultura popular, principalmente na internet, esse post vai focar nas siglas usadas em artigos científicos e textos acadêmicos.

O jeito de mostrar siglas em inglês é diferente de português.

Algumas dicas:

    • Em inglês, a opção melhor é mostrar o nome ou termo completo, seguido pela sigla em parênteses. Por exemplo, ficaria the University of California, Los Angeles (UCLA).

 

    • Alguns estilos usados em português são incorretos em inglês:
      • INCORRETO: University of California, Los Angeles – UCLA
      • INCORRETO: UCLA (University of California, Los Angeles)
      • INCORRETO University of California, Los Angeles, UCLA

 

    • Depois de mostrar a sigla, não é necessário repetir o termo completo no seu texto. Consistência é importante! Porém, tem algumas exceções em artigos científicos: Se a primeira citação aparece no resmo, é preciso repetir o termo completo e a sigla a primeira vez que aparece no artigo principal. Além disso, é a convenção repetir o termo completo na conclusão do seu paper (assim fica mais fácil para outros autores te citar!).

 

    •  Mesmo que português permita letras minúsculas em siglas, o inglês não permite. Então, por exemplo, algumas pessoas escrevem Fapesp ou Unicamp (com só F e U maiúsculos), mas mesmo sendo palavras de português, o jeito de escrever num texto em inglês é FAPESP e UNICAMP, respetivamente. Formalmente, não se pode incluir letras minúsculas nas siglas em inglês. 

 

    • Quando está falando de instituições brasileiras, a convenção em traduções é escrever o nome completo em inglês, seguido pela sigla conhecido em português. Muitas faculdades e organizações brasileiras tem nomes oficiais em inglês: você consegue achar esses nomes oficiais na Wikipedia ou no próprio site da instituição. Então, por exemplo: o  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) tem um nome oficial em inglês:the Brazilian Institute of Geography and Statistics. Quando for apresentado esse termo no seu texto em inglês, sempre se segue pela sigla original. Em outras palavras, é para apresentar o nome assim: the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE). A partir disso, seu texto pode dizer apenas IBGE.

 

    • Há outros casos quando você vai trocar a sigla também: quando não é nome próprio. Isso significa que é um termo comum e não o nome de um lugar, uma pessoa, ou uma instituição. Por exemplo, é muito comum na estatística falar de “graus de liberdade” e de abreviar o termo com “gl”. Nestes casos, a tradução seriadegrees of freedom (df), pois isso é um termo normal e não um nome próprio, entendeu? Na tradução, seria incorreto escrever degrees of freedom (gl).  Note que, neste caso, a sigla funciona como uma unidade de medida e, portanto, não fica com letras maiúsculas.

 

    • Às vezes, se usa a palavra or (“ou”) em inglês para apresentar uma sigla, principalmente quando a frase é complicada ou quando há outra sigla logo depois. Por exemplo, imagine que você tem uma nome de uma instituição, seguida pela citação em parênteses. Em inglês, é bom evitar dois conjuntos de parênteses um depois do outro. Um exemplo de como usar or:
      • As other authors have cited, the number of women working outside the home has increased, according to the Brazilian Institute of Geography and Statistics, or IBGE (Silva, 2002).

 

    • Se mantem a palavra the antes da sigla quando está numa frase completa e quando precisa-se de the para o nome original. Um exemplo:
      • The IBGE has presented extensive data on this topic. Mas:
      • Real-time PCR was used in the analysis.

 

    • Nas referências, é aceitável manter o termo e a sigla originais.  Poucas revistas exigem a tradução das referências. Portanto, as citações dentro do seu artigo serão de qualquer palavra usada na referência, e não necessariamente uma tradução. Exemplo:
      • The Brazilian government has provided data that is consistent with our findings (Brasil, 2012).

 

  • Quando a sigla fica no plural, se usa -s minúsculo depois da sigla em letras maiúsculos. Por exemplo, o termoextrafloral nectaries se usa a sigla EFNs em inglês. O -s mostra que
  • Todas essas regras de estilo se aplicam, mesmo quando for um termo de português. Muitas pessoas que ainda estão aprendendo inglês tentam apresentar essa informação em estilos diferentes, mas o inglês é bem consistente:
    • CORRETO: The Brazilian Institute of the Environment and Renewable Natural Resources (IBAMA)
    • CORRETO: The Brazilian Institute of the Environment and Renewable Natural Resources, or IBAMA
    • INCORRETO: The Brazilian Institute of the Environment and Renewable Natural Resources – IBAMA
    • INCORRETO: The Brazilian Institute of the Environment and Renewable Natural Resources (BIERNR)
    • INCORRETO: O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (The Brazilian Institute of the Environment and Renewable Natural Resources)
    • INCORRETO: The Brazilian Institute of the Environment and Renewable Natural Resources – O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis

É muita informação?

Não se preocupe. A Superior Traduções sabe bem as regras de inglês. Podemos garantir que seu texto final ficará certinho. Para receber um orçamento para sua tradução ou revisão, é só enviar seu artigo para nós clicandoaqui.